Economia & Negócios

economia

Fóruns Estadão discute gestão da informação na saúde

O Estadão reúne nesta terça-feira, 1º, especialistas e entidades de classe do segmento de saúde, empresários e representantes do poder público no próximo encontro da série Fóruns Estadão.

O jornal promove evento para debater a gestão da informação e como ela pode ser eficiente e melhorar o sistema de saúde no Brasil.

As discussões abordam temas como o papel das entidades de classe na gestão de dados, estratégias para superar obstáculos no cenário atual, soluções de tecnologias já disponíveis, entre outros. Com patrocínio da Roche, as apresentações e debates são divididos em dois painéis: Quebrando Paradigmas do Uso de Informações de Pacientes para a Gestão da Saúde e Propondo Soluções.

SERVIÇO

Fóruns Estadão Gestão da Informação na Saúde

Hotel Unique

Avenida Brigadeiro Luís Antônio, 4.700 

8h30 às 12h30

01/11/2016, 00h00

ACOMPANHE AO VIVO

Atualizar
  • 12h49

    01/11/2016

    Caros leitores, agradecemos a companhia de vocês. O caderno especial que traz as informações sobre o que foi apresentado no Fóruns Estadão - Gestão da Informação será publicado nesta sexta-feira, 04 de novembro. Obrigado!

  • 12h48

    01/11/2016

    Se encerra o Painel Propondo soluções

    Estadão

  • 12h45

    01/11/2016

    Teich: A minha impressão é que ter informação é difícil mesmo. Mas o que falta para nós é mesmo uma infraestrutura melhor: mais educação e investimento. Nossa sociedade não é adulta e tem dificuldade em encontrar governantes com alguma nobreza para lhe dar isso.

  • 12h44

    01/11/2016

    Genovez: A desonestidade com os dados pode não ser voluntária, mas ninguém gosta de filho feio.

  • 12h44

    01/11/2016

    Guimarães: O que os políticos precisam entender é que boa gestão traz votos. Quando você cidadão conectado, você só tende se a ganhar com transparência de dados

  • 12h44

    01/11/2016

    Nas duas cidades em que os projetos foram adotados, um dos prefeitos foi reeleito e o outro elegeu sua candidata em primeiro turno.

  • 12h36

    01/11/2016

    Guimarães sobre a sustentabilidade dos projetos da Tellus: Nenhum político vai arriscar tirando um serviço que diminua seu capital político. Também é preciso manter a equipe. Outra coisa é a participação civil que impede a retirada de um programa que o favorece e, por fim, colocar isso na questão orçamentária.

  • 12h34

    01/11/2016

    Para Guimarães também é preciso investir em avaliação. "É importante avaliar e quem faz não avalia. Não é o governo quem tem que avaliar"

  • 12h32

    01/11/2016

    Questionado por Teich sobre a escala da aplicação de seus projetos e relação com o Estado, Guimarães diz que é preciso testar mais, especialmente com os servidores que estão na ponta, no tratamento com a população 

  • 12h31

    01/11/2016

    Teich: Aceite que o passado (de dados) é ruim e comece a fazer corretamente.

  • 12h31

    01/11/2016

    Teich: Hoje é preciso uma política de informação. Primeira coisa que se precisa saber: Que informação eu preciso? Então é preciso criar uma estrutura de informação e as políticas têm que ser institucionais.

  • 12h23

    01/11/2016

    Genovez: A gente não tem que criticar o agente público, mas, sim, a gestão. Não vamos conseguir discutir nada se não debatemos e melhorarmos a gestão

  • 12h22

    01/11/2016

    Guimarães: Cada vez mais, percebemos que a agenda da inovação pode ser feita em parceria. Com os protótipos, conseguimos mais confiança do gestor público para investir. Quem consegue hoje prototipar e a iniciativa privada junto com o terceiro setor para a gestão pública

  • 12h21

    01/11/2016

    Guimarães: O mais importante é humanizar esses dados

  • 12h21

    01/11/2016

    Guimarães: Os projetos também mostram que é preciso de dados de resolutibilidade e não só de pagamento como é feito hoje pelas instituições públicas

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.