Economia & Negócios

economia

CCJ do Senado aprova a reforma trabalhista

Projeto que altera mais de 100 pontos da CLT passou na Comissão de Constituição e Justiça por 16 votos favoráveis, 9 contrários e 1 abstenção; votação em plenário deve ser na próxima semana

ACOMPANHE AO VIVO

Atualizar
  • 23h49

    28/06/2017

    Caros leitores, encerramos neste momento a cobertura ao vivo da sessão de Constituição e Justiça do Senado. Todas as informações sobre a reforma trabalhista você acessa por aqui, ou lê na edição desta quinta-feira, 29, do 'Estadão'. Boa noite!

  • 23h43

    28/06/2017

    Com a vitória na CCJ do Senado, o governo tenta recuperar o fôlego após a derrota do parecer governista na Comissão de Assuntos Sociais (CAS). A rejeição na comissão anterior pegou o governo de surpresa e houve atenção especial para a articulação dos senadores nesta sessão da CCJ. Agora, o texto irá para o plenário do Senado. Há possibilidade de o texto tramitar em urgência. Leia mais. 

  • 23h24

    28/06/2017

    A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou há pouco o relatório da reforma trabalhista por 16 votos favoráveis e 9 contrários; houve 1 abstenção. 

  • 23h19

    28/06/2017

    O senador Edison Lobão (PMDB-MA) abre votação para o relatório da reforma trabalhista na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. 

  • 22h10

    28/06/2017

    Terminaram há pouco os discursos dos senadores na Comissão de Constituição e Justiça. Agora, haverá encaminhamento de emendas.

  • 21h03

    28/06/2017

    A senadora Lídice da Mata (PSB/BA), afirmou durante a sessão que a reforma trabalhista fere direitos e precariza as relações de trabalho.  "Ela dificulta o acesso à justiça dos trabalhadores mais pobres. Eu duvido que vossas excelências deixariam suas mulheres amamentando durante apenas 30 minutos, como prevê essa lei. Vocês deixariam suas esposas no conforto do lar", disse. 

  • 20h54

    28/06/2017

    Definitivamente na oposição ao governo, os senadores do PSB optaram por alterar a composição da bancada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para somar mais um voto contrário à reforma trabalhista, que está sendo analisado pelo colegiado nesta quarta-feira, 28.

    O partido possui duas cadeiras titulares na comissão, ocupadas pelos senadores Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) e Roberto Rocha (PSB-MA). Como Rocha não se sentia à vontade de votar contra o governo, a senadora Lídice da Mata (PSB-BA) assumirá a vaga.

    A troca é oficial e foi lida em plenário na tarde desta quarta. A modificação já vale para a votação da reforma trabalhista que acontece em breve. (Isabela Bonfim e Thiago Faria)

  • 20h36

    28/06/2017

    Senador Paulo Rocha (PT-PA). "Não se resolve desemprego no País com leis, e sim com crescimento e desenvolvimento. Não vamos gerar desenvolvimento com precarização do trabalho"

  • 20h14

    28/06/2017

    "Essa reforma não irá gerar um único emprego no Brasil", afirmou o senador José Pimentel (PT-CE) durante a sessão.

  • 20h05

    28/06/2017

    Durante sessão da CCJ, a presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) e senadora Gleisi Hoffmann (PT-RS), defende que reforma trabalhista reduzirá os direitos trabalhistas das mulheres.

  • 18h37

    28/06/2017

    A decisão do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de fatiar as denúncias contra o presidente Michel Temer, vai inevitavelmente paralisar o Congresso e deve deixar a agenda de reformas para o próximo governo, avalia a economista Monica de Bolle, pesquisadora do Peterson Institute for International Economics, com sede em Washington. Leia mais 

  • 18h15

    28/06/2017

    O senador Paulo Paim (PT-RS) defendeu que os senadores alterem a proposta de reforma trabalhista em discussão no Senado. Segundo ele, não é possível que a Casa apenas chancele o projeto aprovado na Câmara, como quer o governo, para evitar que a matéria tenha que ser novamente votada pelos deputados. Leia mais

  • 18h13

    28/06/2017

    A saída de Renan Calheiros da liderança do PMDB no Senado eleva aposta de aprovação mais rápida da reforma trabalhista. Clique aqui e saiba mais

  • 18h04

    28/06/2017

    Reforma trabalhista altera mais de 100 pontos da CLT. Clique aqui e entenda o que muda

  • 17h58

    28/06/2017

    Logo no início da sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que debate a reforma trabalhista, houve uma amostra de ânimos exaltados em um bate-boca entre a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e o líder do governo Romero Jucá (PMDB-RR). Os parlamentares discutiram enquanto a presidente do PT pedia ao presidente da comissão, Edison Lobão (PMDB-MA), que fosse suspensa a sessão no plenário para que a TV Senado pudesse transmitir a sessão da CCJ. O desentendimento foi desfeito poucos segundos depois.

    Após a fala de Gleisi, o senador Lasier Martins (PSD-RS) pediu o adiamento da votação da reforma trabalhista na CCJ que está programada para acontecer até o final desta quarta-feira. Segundo o senador, é preciso tempo para analisar o compromisso feito pelo Palácio do Planalto de ajustar a reforma trabalhista por medida provisória logo após a sanção do projeto que tramita no Congresso. (Fernando Nakagawa e Thiago Faria)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.