A alta de juros vem aí

Celso Ming

02 Novembro 2016 | 21h30

É opinião corrente entre os farejadores da política de juros (Fed watchers, na gíria de Wall Street), que o Fed evitou aumentar os juros agora, para não deixar a impressão de que de alguma maneira interferiria no resultado das eleições dos Estados Unidos marcadas para o próximo dia 8. Mas no comunicado avisou que o argumento para elevação dos juros “continua a se fortalecer”. Não foi preciso ser mais explícito para indicar que a alta dos juros está próxima. Leia a análise completa aqui.