Desvio de atenção

Celso Ming

01 Março 2017 | 19h57

O ateniense Alcebíades foi político e general no século 5º antes de Cristo. Foi o queridinho de Sócrates. Irriquieto e aprontador, chegou a ser acusado de profanar estátuas de Hermes. Sempre muito notado na cidade, um dia cortou o rabo de seu magnífico cão, que lhe tinha custado a respeitável soma de 7 mil dracmas. Indagado por que tinha feito aquilo, respondeu: “Para que Atenas inteira fale sobre isso e não se ocupe de nenhum outro assunto”.

Foi mais ou menos isso que aconteceu depois da cerimônia de entrega do Oscar quando chegou a ser anunciado o filme errado. O mundo inteiro passou a falar da gafe e não se ocupou mais do que seria o outro mega-assunto do evento: os protestos contra Trump.

Mais conteúdo sobre:

OscarTrump
0 Comentários