Contra o cartel dos combustíveis

Economia & Negócios

14 Fevereiro 2018 | 15h20

Você sente no bolso a rapidez com que os postos de combustíveis reajustam os preços toda vez que há anúncio de alta pela Petrobrás.

O mesmo não ocorre quando o preço cai. A queda nas distribuidoras não se reflete nas bombas.

Pesquisar preços para tentar economizar também é tarefa árdua num setor em que os cartéis atuam fortemente.


Por isso, é importante o reforço que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) terá para intensificar o combate à essa prática lesiva ao consumidor, conforme anunciado pelo governo.

Com a ajuda da Polícia Federal nas investigações será possível ampliar as ações que no ano passado levaram à condenação de 11 dos casos apurados após indícios de manipulação de preços em prejuízo do consumidor.

Só temos a ganhar com tais iniciativas. Mas temos de torcer e cobrar para que essas punições não fiquem apenas nas promessas.

Mais conteúdo sobre:

Petrobrásgasolinacombustível