Adquirida pela J&F após empréstimo, Alpargatas é vista como ativo barato

Adquirida pela J&F após empréstimo, Alpargatas é vista como ativo barato

Coluna do Broadcast

07 Junho 2017 | 10h44

Na esteira das expectativas quanto à possível venda de ativos da J&F, dos irmãos Batista, o nome da calçadista Alpargatas segue em alta. Quem atua com fusões e aquisições no setor acha que o ativo está “baratinho”. É que a compra do controle da dona das sandálias Havaianas foi feita com um empréstimo da Caixa Econômica Federal à holding J&F em condições tidas como bastante vantajosas. O banco liberou R$ 2,7 bilhões num prazo de sete anos, com dois de carência. Há quem aposte que poderia levar a Alpargatas qualquer um disposto a assumir o empréstimo, com valor hoje estimado hoje em R$ 3,1 bilhões, após os juros. O risco, no entanto, é o desdobramento de um processo no Tribunal de Contas da União instaurado para analisar o financiamento, algo capaz de trazer insegurança a um potencial comprador. (Dayanne Sousa)

Siga a @colunadobroad no Twitter