Azul já tem metade da demanda para oferta subsequente

Azul já tem metade da demanda para oferta subsequente

Coluna do Broadcast

14 Setembro 2017 | 05h00

A companhia aérea Azul, que está prestes a realizar a oferta de ações mais célere da Bolsa brasileira, já tem demanda para metade da operação. Anunciado nesta terça-feira, 12, a aposta é de que mais investidores ingressem no follow on nesta quinta-feira, 14, data que a ação será precificada. O preço do papel na oferta não deverá sofrer muito desconto, saindo a valor de mercado. A Azul tem dupla listagem, na B3 e na bolsa de Nova York, e a expectativa, ao menos até aqui, é de que a oferta seja 85% em ADRs, que são os recibos das ações, e o restante nos papéis negociados na Bolsa brasileira. A explicação para a rapidez é simples: a oferta foi estruturada pelas regras da SEC, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nos Estados Unidos. Procurada, a Azul não comentou.

Siga a @colunadobroad no Twitter