Banco do Brasil pode emitir 500 Mi em euros até julho

Banco do Brasil pode emitir 500 Mi em euros até julho

Economia & Negócios

11 Maio 2018 | 04h00

O Banco do Brasil pode voltar ao mercado de dívida externa. A operação, a ser realizada até julho, pode envolver cerca de 500 milhões de euros, que devem ser utilizados pela instituição estatal para fazer frente ao vencimento de 1 bilhão em bônus na moeda única emitidos em julho de 2013. Para sair com a emissão, o banco está monitorando o mercado, que tem andado turbulento lá fora. O BB pretende, de toda a forma, limitar a captação à metade do vencimento. Isso porque, na prática, além de o banco não precisar de liquidez, uma vez que está com os seus níveis adequados, usará a emissão apenas como hedge para seus ativos em euros. Mas deverá pagar mais caro do que em 2013, quando os custos de captação estavam esmagados. O bônus que está vencendo, por exemplo, tem remunerado o investidor em 3,75%.

Fechou. Neste ano, o Banco do Brasil já fez captações no exterior, mas em dólar, antes de as condições nos mercados piorarem, a partir de abril. Em 2018, o banco estatal já levantou US$ 750 milhões, depois de marcar sua reestreia em outubro do ano passado no mercado de dívida, após três anos de ausência.

Oportunidades. Em paralelo, a instituição segue atenta a oportunidades de recompra de papéis em dólares mais caros, aproveitando a disponibilidade de caixa, como fez no mês passado, em um movimento que totalizou US$ 700 milhões. Procurado, o BB não comentou.

 

Siga a @colunadobroad no Twitter