Bancos cogitam rever contratos com lotéricas e correspondentes

Bancos cogitam rever contratos com lotéricas e correspondentes

Coluna do Broadcast

14 Dezembro 2017 | 05h00

Os bancos cogitam nos bastidores rever os contratos com lotéricas e correspondentes bancários caso avance o projeto de lei que fixa uma tarifa para que esses canais aceitem o pagamento de boletos e contas. A medida, que muda a forma de remuneração desses serviços, foi aprovada na noite do dia 12, na Câmara e segue agora para o Senado.

Repassa
Para não absorverem o aumento do preço, os bancos podem passar a conta para o consumidor. O custo maior pode inviabilizar ainda alguns serviços e até mesmo a operação dos correspondentes bancários, que são utilizados, principalmente, por moradores de periferias dos grandes centros urbanos e regiões rurais. Os grandes bancos de varejo já não aceitam mais o pagamento de contas. Só no internet banking, nos canais móveis ou caixas eletrônicos. Preocupa ainda o fato de o projeto, alterado de última hora, prever o repasse das despesas com transportes de numerários das lotéricas e correspondentes bancários para os bancos.

Socorro
A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) tentou barrar o avanço do projeto que fixa a tarifa para lotéricas e correspondentes, mas não teve sucesso. Pesa, sobretudo, a atual situação financeira das lotéricas. Procurada, a Febraban não comentou.

Siga a @colunadobroad no Twitter