Bancos cobram balanços da CSN para renovar crédito

Bancos cobram balanços da CSN para renovar crédito

Coluna do Broadcast

20 Agosto 2017 | 05h00

Os bancos credores da CSN começaram a pressionar a empresa para que os demonstrativos financeiros atrasados sejam divulgados ao mercado e, assim, possam renovar linhas de crédito. O grupo, comandado por Benjamin Steinbruch, já acumula três balanços não publicados por conta da falta de assinatura do auditor responsável, a Deloitte.

Motivo
Ao mercado, a CSN tem reiterado que o atraso na divulgação ocorre por conta do tratamento fiscal da operação com a Namisa, com a criação da Congonhas Minérios. De acordo com o último dado publicado, a dívida líquida ajustada da empresa somava R$ 25,8 bilhões. Há cerca de dois anos, a companhia fez uma força-tarefa para prolongar seus vencimentos de mais curto prazo.

Nada bom
Embora não tenha os dados auditados, a CSN vinha publicando os principais indicadores financeiros ao mercado, o que não se repetiu no segundo trimestre deste ano. Uma das razões seriam ajustes contábeis de ativos e uma queda bastante significativa na geração de caixa no período. Procurada, a CSN não comentou.

Siga a @colunadobroad no Twitter