Caixa monta grupo de trabalho para estruturar venda de carteiras

Caixa monta grupo de trabalho para estruturar venda de carteiras

Coluna do Broadcast

08 Fevereiro 2018 | 05h00

A Caixa Econômica Federal constituiu um grupo de trabalho para estruturar a venda de créditos ativos – ou seja, adimplentes. As conversas com possíveis alvos, no entanto, ainda não começaram. O banco teria feito apenas consultas informais. Primeiro, quer aparar as arestas da operação.

Despacito
A cautela da Caixa não é por acaso. O banco já tem questões suficientes para tratar com o Tribunal de Contas da União (TCU). Uma delas, inclusive, é a venda de carteiras de crédito, neste caso, vencidas e inadimplentes. O banco chegou a ceder R$ 24 bilhões em operações, mas, desde 2015, está impedido pelo TCU de seguir com a estratégia. Isso porque o órgão encontrou indícios de ilegalidade nas transações.

Plano B
Além disso, a venda de carteiras de créditos ativas é uma das alternativas para o banco público captar recursos. Sem o aval para vender até R$ 15 bilhões em bônus perpétuos para o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), a Caixa mira outros alvos para reforçar o seu capital. Procurado, o banco não comentou.

Siga a @colunadobroad no Twitter