Coluna do Broadcast faz aniversário e entra em seu segundo ano

Coluna do Broadcast faz aniversário e entra em seu segundo ano

Coluna do Broadcast

20 Outubro 2017 | 06h45

A Coluna do Broadcast faz um ano. Foram mais de 1.500 notas publicadas com informações exclusivas e de bastidores dos grandes temas do mundo corporativo que agitaram o mercado financeiro nos últimos 12 meses. De semana em semana, a coluna virou leitura obrigatória para os principais atores da economia brasileira, entre empresários e mercado financeiro. A Coluna é publicada diariamente no Broadcast e, no dia seguinte, na página B2 do Estadão, além do blog no Portal do Estadão, o que permite ampla repercussão das notícias.

Fruto de uma apuração intensa e em tempo real, os assinantes do Broadcast souberam, em primeira mão, diversas notícias de impacto no meio corporativo. Um exemplo disso foi a aquisição da corretora XP Investimentos pelo Itaú Unibanco, que depois viria a causar um rebuliço no mercado de assessoria de investimentos. Também leram antes sobre o interesse do Cambuhy, que tem entre seus sócios a família Moreira Salles, na Alpargatas, um dos ativos que tiveram que ser vendidos pelo grupo J&F em meio à turbulência enfrentada com as delações de seus executivos.

Mas não parou por aí. A crise da família Batista, com direito à antecipação de passos cruciais para o futuro das empresas, como o desfecho da venda da Eldorado e a compra da Vigor pela mexicana Lala, teve cobertura à altura do tamanho do imbróglio que causou em Brasília e no mercado financeiro.

Além de transações de fusões e aquisições, a Coluna do Broadcast antecipou ainda brigas societárias, como a da Usiminas, cujo balanço foi, inclusive, antecipado, o que fez as ações da siderúrgica serem destaque de alta no pregão às vésperas da divulgação de resultados do primeiro trimestre de 2017. Do lado das movimentações de executivos, os leitores passaram a saber antes de contratações e também demissões no mercado. Mudança no comando da BRF, do Citi no Brasil e na área de varejo do Itaú Unibanco são apenas alguns exemplos.

O mercado de ofertas de ações e captações externas também ganhou mais informação com a Coluna do Broadcast. Grandes transações, como a de Magazine Luiza e Camil, precificação de operações, como a do ressegurador IRB Brasil Re, e a própria emissão externa feita ontem pelo Banco do Brasil foram lidas, primeiro, nas várias notas que são publicadas diariamente no Broadcast.

O resultado do compromisso para não deixar o leitor um dia sequer sem novas e precisas informações é diariamente reconhecido em canais digitais como o Twitter, que tem agregado cada vez mais seguidores.

Com tantos assuntos em pauta neste fim de ano e em 2018, como a reforma da Previdência, queda de juros e eleições, a Coluna do Broadcast entra em seu segundo ano, em busca de novos furos jornalísticos, sempre em tempo real no Broadcast, líder em terminais noticiosos no Brasil.

O momento é também de agradecer à equipe do Empresas e Setores, que contribuiu para a consolidação da Coluna do Broadcast como um importante canal de informações e ainda às fontes, que tiveram paciência de atender aos pedidos, assim como seus assessores de imprensa e, principalmente, aos leitores que fazem esse canal ser ainda melhor a cada dia.

A Coluna do Broadcast nasceu de uma brincadeira batizada de “Olhos de Lince” de três repórteres do mercado financeiro que identificavam um espaço para uma cobertura mais apurada e em tempo real do mundo dos negócios, além de curiosidades que, antes, ficavam apenas nos caderninhos de Aline Bronzati, Cynthia Decloedt e Fernanda Guimarães.

Não seria possível, contudo, não fosse a percepção de que havia uma lacuna no noticiário por parte da Editora Chefe da Agência Estado, Teresa Navarro, que incentivou e motivou a Coluna do Broadcast a chegar onde chegou. Não menos importante, o Editor do Empresas e Setores, Márcio Rodrigues, aguentou o trio e é o pente fino da Coluna dia após dia. Esse foi só o primeiro ano. Outros virão.

Aos que ainda não nos seguem no Twitter, vão lá: @colunadobroad