Construtoras ameaçam parar obras se não chegarem em consenso com DNIT

Construtoras ameaçam parar obras se não chegarem em consenso com DNIT

Coluna do Broadcast

02 Maio 2018 | 05h00

Construtoras ameaçam paralisar obras em andamento caso não cheguem num consenso com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) sobre o reajuste dos contratos em vigor. A Petrobras elevou o valor do cimento para asfalto em 30% e, em junho, projeta alta de mais 20%. No entanto, as construtoras são proibidas de repassar o aumento do insumo para os contratos.

Aqui não
A atualização de preço só pode ocorrer a cada 12 meses. Diante dessa restrição, os construtores se revoltaram e ameaçam devolver as obras. A Petrobras anunciou aumentos mensais a partir de janeiro de 2018 para acompanhar o mercado internacional. A política de reajuste estava suspensa até ontem, dia 1º, para que o DNIT pudesse negociar com as empresas uma solução. Sem acordo, os aumentos devem ser retomados.

Siga a @colunadobroad no Twitter