Crédito com garantia vira novo ringue de grandes bancos

Crédito com garantia vira novo ringue de grandes bancos

Economia & Negócios

03 Maio 2018 | 04h00

À medida que a economia brasileira sai do buraco, a área de crédito com garantia junto às pessoas físicas tem se mostrado um novo campo de disputa entre os grandes bancos de varejo. Conforme mostram os balanços do primeiro trimestre, o Bradesco passou à frente do Itaú Unibanco no crédito consignado – aquele descontado em folha de pagamento – e se tornou o líder privado na modalidade. É a primeira vez que isso ocorre desde que o Itaú comprou a carteira do mineiro BMG, em 2012. O Bradesco totalizou R$ 45,3 bilhões em crédito consignado ao final de março, com crescimento de 3% em relação a dezembro, ante R$ 44,7 bilhões do Itaú, cujo incremento foi de 0,6% na mesma base de comparação.

Cada um na sua. Os balanços mostram ainda que o Itaú segue com a maior carteira de crédito no Brasil e no exterior, com um saldo de R$ 601,1 bilhões. Mas se consideradas apenas as operações com clientes no Brasil, o Bradesco inverte a posição e ultrapassa o concorrente com uma carteira de R$ 486,6 bilhões. Nesse quesito, o Itaú, que nos últimos anos priorizou a sua internacionalização, somou R$ 451,1 bilhões.

Siga a @colunadobroad no Twitter