Diretores financeiros brasileiros são os terceiros mais otimistas da América Latina

Diretores financeiros brasileiros são os terceiros mais otimistas da América Latina

Economia & Negócios

12 Abril 2018 | 04h00

Os diretores financeiros (CFOs) brasileiros são os terceiros mais otimistas da América Latina, perdendo para México e Chile, conforme levantamento realizado pela universidade americana Duke em parceria com o Centro de Estudos em Finanças da Escola de Administração de Empresas de São Paulo, da Fundação Getulio Vargas (FGVCEF). Depois do Brasil estão Colômbia e Peru, segundo o estudo feito em março. Esse otimismo é explicado pela expectativa de crescimento de lucros: Chile e Brasil estão com as expectativas de ganhos mais robustos na região.

Global. Considerando todas as regiões do mundo, os executivos financeiros dos Estados Unidos eram os mais otimistas em março, seguidos pelos europeus. No entanto, quando se trata da expectativa de lucros para 2018, os latino-americanos lideram o ranking. A pesquisa aponta ainda que o principal receio desses executivos latino-americanos é a incerteza econômica, seguida da preocupação em relação à fraca demanda por produtos e serviços.

Siga a @colunadobroad no Twitter