Eleição interna da Usiminas será questionada na Justiça

Eleição interna da Usiminas será questionada na Justiça

Coluna do Broadcast

16 Fevereiro 2018 | 05h00

A Usiminas recebeu o primeiro questionamento oficial sobre o processo de votação do representante dos empregados da companhia a uma vaga no conselho de administração da empresa, que reelegeu Luiz Carlos Miranda. O economista aposentado da siderúrgica mineira, Sergio Orlando Pires, que ficou em 3º lugar na votação, pediu impugnação da eleição de Miranda, alegando que o candidato fez propaganda eleitoral fora do prazo e que o resultado do pleito teria sido “vazado” antes da data regulamentar. O pedido, no entanto, foi indeferido pela comissão eleitoral interna da empresa. Nos próximos dias, Orlando recorrerá à Justiça.

Com a palavra. Procurada, Usiminas informa que a “comissão eleitoral, instituída para conduzir o processo de eleição do representante dos empregados no conselho de administração da companhia, composta por membros da empresa e dos sindicatos, analisou e julgou improcedente o questionamento do candidato, uma vez que todo o processo seguiu rigorosamente o regulamento e que a apuração e divulgação dos resultados se deram estritamente conforme as normas previamente estabelecidas.”

Siga a @colunadobroad no Twitter