Em dois anos, ensino superior tem alta de 12% em vagas desocupadas

Em dois anos, ensino superior tem alta de 12% em vagas desocupadas

Coluna do Broadcast

01 Março 2018 | 05h00

O ensino superior brasileiro viu um crescimento acelerado da sua ociosidade nos últimos anos. Desde 2014, ano do auge do programa de financiamento do governo federal, o Fies, a proporção de vagas desocupadas aumentou 12%, conforme cálculos do Quero Bolsa. Dados do último Censo, de 2016, mostram que as carteiras vazias chegaram a 52,9% do total.

Sem gás. Não só o enxugamento do Fies fez sobrarem salas vazias no ensino superior. O estudo do Quero Bolsa mostra que cursos na área de Petróleo e Gás e Engenharia de Petróleo lideram o ranking da ociosidade, com o porcentual de vagas não preenchidas chegando a 96% e 85%, respectivamente. A crise na Petrobras e na OGX justifica o menor interesse dos alunos pelo setor, diz o levantamento.

Siga a @colunadobroad no Twitter