Empresas globais preveem dificuldades para vendas de ativos em 2018

Empresas globais preveem dificuldades para vendas de ativos em 2018

Coluna do Broadcast

24 Dezembro 2017 | 05h00

O ambiente para venda de ativos tem sido desafiador não só para as companhias brasileiras, mas em praticamente todo o mundo. Mais da metade (54%) das companhias situadas na América do Norte e Europa entrevistadas pela Deloitte, em sua pesquisa anual sobre desinvestimentos, prevê dificuldades nos próximos 12 meses na venda de ativos. O motivo são mudanças nos mercados globais, associadas à demanda dos compradores, e riscos associados à complexidade das operações, como análise de dados, ativismo de acionista e alterações regulatórias.

Desafios
Por trás dos desinvestimentos, que leva 70% das empresas entrevistadas a prever pelo menos uma venda de ativo nos próximos dois anos, estão estratégias de otimização para centrar foco em seus negócios essenciais e de competitividade. Mas o caminho é de desafios. Entre os principais, as companhias apontam a identificação do valor do negócio à venda, já que, normalmente está integrado a outras operações; e evitar perda de credibilidade na empresa por seus funcionários.

Siga a @colunadobroad no Twitter