Indústria têxtil quer recuperar 1 a cada 6 empregos perdidos na crise

Coluna do Broadcast

28 Março 2018 | 05h00

Após fechar quase 130 mil vagas de emprego entre 2015 e 2016, a indústria têxtil terá em 2018 um ano para voltar a pensar em crescimento. A Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit) prevê que ao menos uma a cada seis vagas que fecharam possam ser retomadas com a abertura de até 20 mil postos este ano, os quais se somam às 3 mil vagas criadas em 2017. Entre janeiro e fevereiro, já foram quase 13 mil trabalhadores a mais

Cautela. A retomada das contratações no setor têxtil ocorre em um momento em que há capacidade instalada e a demanda dos consumidores começa a se recuperar. A pressão negativa para os fabricantes, no entanto, vem das importações, que no segmento de vestuário já cresceram 43% nos dois primeiros meses do ano, segundo a Abit.