Minoritários da Prumo mobilizam 35% por preço maior em OPA

Minoritários da Prumo mobilizam 35% por preço maior em OPA

Coluna do Broadcast

09 Março 2018 | 05h00

Um grupo ativista de minoritários da Prumo conseguiu, até o fim desta quinta-feira, 8, 09mobilizar acionistas detentores de 35% das ações em circulação da companhia. O objetivo é conseguir um preço maior do que o estabelecido em laudo de avaliação para a realização da oferta pública de aquisição de ações (OPA), marcada para hoje à tarde. O laudo de avaliação apontava para o valor da ação em R$ 11,50, mas os acionistas se habilitaram ao leilão pedindo R$ 15,00. Para realizar o cancelamento de registro, para fechar o capital, a Prumo precisa da adesão de dois terços das ações em circulação no mercado (free float).

Hoje a Prumo informou ao mercado, que seu controlador, o fundo EIG, não tem intenção de aumentar o valor a ser pago pelas ações da empresa no leilão de oferta. “Caso o leilão na B3 não seja aprovado, o cancelamento do registro da empresa na CVM não acontecerá. Com isso, a Prumo continuará listada, mas deixará o Novo Mercado”, segundo a nota.

Siga a @colunadobroad no Twitter