Negociação entre Caixa e CNP levanta dúvida sobre corretora Wiz

Coluna do Broadcast

11 Junho 2017 | 05h00

A negociação entre a Caixa Econômica Federal e a sócia francesa CNP Assurances em torno da renovação antecipada do contrato de exclusividade do seu balcão de seguros levanta dúvidas quanto à corretora de seguros Wiz. A empresa está fechada com o banco até 2021, mas o modelo fatiado de negócios da sua operação securitária, com o imobiliário podendo ser leiloado ao mercado, cria incertezas sobre quem seria a corretora para esse produto em um novo modelo. A resposta veio nas ações da Wiz que fecharam o pregão de sexta-feira (9) com queda de 6,16%.

Pulou antes?

O risco quanto ao contrato de exclusividade com o banco público foi mencionado no próprio prospecto da oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da corretora. Tanto é que há pouco mais de um ano a Wiz, antes Par Corretora, foi repaginada. Apesar do mar a ser navegado no balcão de seguros da Caixa, decidiu explorar o oceano aberto e buscar clientes fora deste ambiente. Pode ser uma saída. O seguro habitacional respondeu por 24% das taxas de comissão da Wiz no primeiro trimestre. Procurada, a corretora de seguros não comentou.

Siga a @colunadobroad no Twitter