Negócios da Odebrecht avaliam prós e contras de mudança de nome

Negócios da Odebrecht avaliam prós e contras de mudança de nome

Coluna do Broadcast

04 Outubro 2017 | 05h00

Após o escândalo de corrupção que se tornou público com a Operação Lava Jato, as lideranças dos diferentes negócios da Odebrecht estão debruçadas na discussão em torno dos prós e contras de uma mudança de nome, que estampa o sobrenome da família fundadora. Nos bastidores, as empresas avaliam qual deveria ser o momento de uma eventual troca, tendo em vista que o desejado é que essa alteração fosse o último passo de toda a reestruturação da companhia. Uma mudança fora de hora poderia trazer estrago, em vez de ajudar, visto que passaria a mensagem de que, feita a troca de nome, nada mais seria feito na empresa ou que haveria algo a ser escondido. Entre os contras, apesar dos pesares, está o próprio peso do nome da empresa no mercado.

Com a palavra
Procurada, a Odebrecht lembra que a holding não mudará sua marca, mas que “os negócios terão autonomia para rever suas estratégias de marca para melhor se adequar à realidade de seus mercados”. Frisou, ainda, que a decisão sobre uma mudança de marca ficará a cargo de cada um dos negócios, “em linha com suas necessidades, identificando um fato relevante que justifique estrategicamente uma mudança”.

Siga a @colunadobroad no Twitter