Possível fusão entre Kroton e Estácio mexe com mercado de educação privada

Possível fusão entre Kroton e Estácio mexe com mercado de educação privada

Coluna do Broadcast

23 Junho 2017 | 05h00

Aprovada ou não pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), a operação de fusão entre Kroton e Estácio já faz o mercado de educação privada se mexer. Um grande escritório de advocacia de São Paulo conta ter sido procurado por quatro companhias de médio porte nos últimos 60 dias. Todas queriam ser assessoradas para “arrumar a casa” de olho em um potencial comprador.

Sem volta
A avaliação é de que essas empresas médias – que têm entre 15 e 20 mil alunos – vão precisar participar de um movimento de consolidação, ainda que o Cade venha a reprovar a fusão das duas gigantes. É que no mercado ninguém acredita que a Estácio vai permanecer sozinha caso a união com a Kroton seja vedada. A Ser Educacional, que disputou a compra da companhia no passado, é forte candidata se esse cenário se confirmar no julgamento do Cade marcado para a próxima quarta-feira, dia 28. (Dayanne Sousa)

Siga a @colunadobroad no Twitter