Seguradoras disputam apólices de shows internacionais

Seguradoras disputam apólices de shows internacionais

Coluna do Broadcast

11 Outubro 2017 | 05h00

O Rock in Rio acabou, mas a série de shows internacionais previstos para as próximas semanas no Brasil está movimentando o mercado de seguros brasileiro. Uma das apólices que está sendo disputada é a da turnê da banda irlandesa U2. O Grupo BB Mapfre, por exemplo, já cotou o seguro.

Complexo. Há uma expectativa no mercado de que o valor da apólice seja elevado, uma vez que o U2 é tido como uma das bandas mais caras do mundo, por envolver grande público e pelo fato de a banda trazer todos os equipamentos, inclusive o palco. Outras especialistas do segmento também são esperadas para disputar a apólice. Além do U2, a turnê 24K Magic!, de Bruno Mars, que vai passar por São Paulo e Rio de Janeiro, também já está na mira das seguradoras.

Já levou. Depois de responder pelo seguro de 15 grandes shows internacionais que aconteceram no País em setembro, a BB Mapfre levou ainda a apólice das apresentações do norte-americano John Mayer.

Sinistro. Mas não são apenas de ganhos que vivem as seguradoras. O seguro da turnê da banda Aerosmith na América do Sul, que também estava com a BB Mapfre, resultou em um sinistro acima de US$ 1 milhão diante do cancelamento dos shows em Curitiba, Buenos Aires e Santiago, por conta de problemas de saúde do vocalista Steven Tyler. A BB Mapfre confirmou que é a seguradora das apresentações do John Mayer e que as apólices são amparadas por um pool de resseguradoras, mas que não pode comentar detalhes em virtude de cláusulas de confidencialidade.

Siga a @colunadobroad no Twitter