Tanure e Cerberus cogitam União para aporte bilionário na Oi

Tanure e Cerberus cogitam União para aporte bilionário na Oi

Coluna do Broadcast

04 Agosto 2017 | 05h00

Acionista da Oi, Nelson Tanure tem discutido com o fundo norte-americano Cerberus, representado no Brasil por Ricardo K, o aumento de capital de R$ 8 bilhões na tele. Tanure busca parceiros para participar do aporte, com o qual ampliaria sua influência no destino na empresa. Ele já sinalizou para a Anatel, inclusive, que poderia entrar com até R$ 3 bilhões na capitalização, junto com outros fundos. A assessoria financeira TJP Partners, contratada por ele, está encarregada de encontrar os pares.

Corner
Tanure vai mostrando a que veio e pode, de fato, encurralar os detentores de bônus da empresa. Foi voz ativa no encontro desta semana com a Anatel e assim tem sido no comitê da Oi, criado há cerca de um mês para tratar da recuperação judicial.

Com a palavra
Nelson Tanure, por meio da assessoria de imprensa da Societé Mondiale, diz que nunca esteve com o Cerberus e não tem interesse em conhecê-los. Negou também intermediação da PJT nas conversas com a Cerberus. O fundo dos EUA não comentou.

Siga a @colunadobroad no Twitter