Tarpon desiste de venda de Somos e foca em expansão

Tarpon desiste de venda de Somos e foca em expansão

Coluna do Broadcast

03 Dezembro 2017 | 05h00

A Somos Educação, do fundo de private equity Tarpon, encerrou as conversas que mantinha para possíveis movimentos de fusões e aquisições (M&A) com outros players do setor, inclusive com a gigante Kroton. A decisão teria sido tomada porque a empresa entendeu que seu ativo se valorizou com o aquecimento nas transações de M&A no mercado de ensino básico. A busca por aquisições nesse setor ganhou tração porque a consolidação do segmento é hoje muito menor do que a já existente no negócio de universidades.

A estratégia da Somos será abrir escolas próprias e acelerar o crescimento dos seus sistemas de ensino. Se de um lado abandonou a ideia de venda, agora quer se manter na outra ponta da negociação, ativa na compra de escolas e empresas. A Somos é dona dos colégios Anglo, de SP, e pH, do Rio.

Timing. A decisão da Tarpon, que detém cerca de 75% da capital, em focar no crescimento da Somos ocorreu na mesma semana em que o fundo se desfez dos 91% que detinha da Cremer, por cerca de R$ 500 milhões. Procurada, a Tarpon afirmou que está comprometida com o longo prazo da Somos, “que tem como objetivo transformar o Brasil por meio da Educação”. Já a Somos afirmou que está muito confiante no futuro da empresa e que vê muitas possibilidades de crescimento.

Siga a @colunadobroad no Twitter