Troca de presidente na Caixa atrasa assinatura de nova parceria com CNP

Troca de presidente na Caixa atrasa assinatura de nova parceria com CNP

Coluna do Broadcast

04 Abril 2018 | 05h00

A troca de presidentes na Caixa Econômica Federal trouxe reflexos para a reestruturação que o banco público está fazendo em sua operação de seguros. A assinatura da nova parceria com a seguradora francesa CNP Assurances, por exemplo, deve atrasar. A data esperada era fim de março, mas com a saída de Gilberto Occhi do comando do banco público e a passagem de bastão para Nelson Souza, até então vice-presidente responsável por habitação, a previsão passou para o término de abril. O sentimento entre os envolvidos nas negociações, porém, é de que a assinatura do novo contrato, já postergada outras vezes, não saia nem mesmo no final deste mês. Na semana passada, às vésperas do anúncio da troca em sua presidência, a Caixa aprovou a prorrogação do Memorando de Entendimentos referente às negociações com a CNP, mas não divulgou o novo prazo para as negociações.

Calendário. A expectativa da Caixa Seguridade, holding que concentrará os negócios de seguros do banco público, é finalizar toda a nova estrutura até o final do primeiro semestre deste ano. Além da CNP, com a qual negocia um novo contrato nas áreas de seguro de vida, prestamista e previdência, a seguradora do banco ainda tem de concluir o leilão para encontrar novos parceiros para os ramos habitacional e consórcio; automóvel e ramos elementares; e capitalização. Procuradas, a Caixa, sua seguradora e a CNP não comentaram.

Siga a @cokunadobroad no Twitter