Usiminas avalia venda de fábrica de tubos no Sul

Usiminas avalia venda de fábrica de tubos no Sul

Coluna do Broadcast

08 Abril 2018 | 05h00

A diretoria da Usiminas começou a avaliar a possibilidade de vender uma fábrica de tubos com costura no Sul do País, a ex-Zamprogna, adquirida em 2009. O ativo, que pode render alguns milhões à empresa, faz parte da subsidiária da Soluções Usiminas, que além da siderúrgica mineira tem como sócias a companhia asiática Metal One (20%) e a família Sleumer (11,1%). Os minoritários da Soluções Usiminas já se posicionaram a favor da venda, diante da percepção de que esse ativo tem pressionado para baixo o resultado da empresa. Na Usiminas, entre os que se colocam contra a venda, a justificativa é de que o ativo contempla também um relevante polo de distribuição de aço na região Sul do País, importante comercialmente para a Usiminas.

Nada certo
Nenhuma decisão foi tomada até agora e a discussão ainda está na diretoria. No balanço da Usiminas há uma provisão de R$ 67 milhões, para perdas prováveis na Justiça referentes à compra desse ativo. Nas notas explicativas em seu demonstrativo financeiro, a empresa diz que esse processo judicial decorre de “divergências em relação ao valor pago pelas ações da aquisição”. Quando anunciado, em dezembro de 2008, o valor da compra foi de R$ 160 milhões, mas quando o negócio foi concluído, no ano seguinte, o valor pago foi da ordem de R$ 91 milhões. Procurada, a Usiminas não comentou.

Siga a @colunadobroad no Twitter