Uso da arbitragem para conflitos de empresas cresce

Uso da arbitragem para conflitos de empresas cresce

Coluna do Broadcast

25 Março 2018 | 05h00

A arbitragem vem sendo cada vez mais utilizada pelas empresas como alternativa ao Judiciário para dar agilidade à resolução de conflitos. O Centro Brasileiro de Mediação e Arbitragem (CBMA), câmara fundada por várias entidades e com sede no Rio de Janeiro, prevê que os processos conduzidos pela instituição alcancem R$ 5 bilhões, superando os R$ 1,9 bilhão do ano passado e R$ 1,6 bilhão de 2016.

Aos números. Vale destacar que as arbitragens não necessariamente são concluídas no mesmo ano em que foram iniciadas. Os valores, portanto, contemplam casos que podem se encerrar em anos posteriores. Além disso, um grande caso envolvendo disputa contratual de valor de R$ 3 bilhões faz parte da projeção de 2018 da instituição.

Contratos em disputa. Aliás, as disputas contratuais são as mais frequentes, respondendo por 50% das arbitragens iniciadas em 2016 e 2017, seguidas pelas societárias (18,75%), imobiliárias (12,50%) e de construção (12,5%), enquanto as marítimas vem por último (6,25%).

Siga a @colunadobroad no Twitter