Warren, de Maisonnave, compra corretora e vai explorar público wealth

Coluna do Broadcast

25 Agosto 2017 | 05h00

A gestora de recursos Warren, de Marcelo Maisonnave e Tito Gusmão, acaba de adquirir a corretora gaúcha Pilla para agregar produtos de renda fixa e fundos de terceiros à plataforma de seus próprios fundos. Com a aquisição, a Warren quer ainda levar seu serviço online de investimento ao público wealth (com mais de R$ 50 mil disponíveis para investimento) no primeiro semestre de 2018. A aquisição não envolve a carteira de clientes, mas apenas o “chassi” da corretora e ainda depende de aprovação do Banco Central. Nos próximos 18 meses, o investimento envolvido na aquisição e em sistemas somará R$ 10 milhões.

Crescendo
Sempre enfatizando a proposta de negócio diferente de shopping de investimento da XP, ex-casa de ambos os sócios, a Warren quer saltar de 12 mil para 50 mil clientes em seis meses, com gestão de recursos para atender objetivos determinados pelos clientes – viagem, aposentadoria, casamento. O tíquete mínimo de R$ 100,00 e a taxa de administração de 0,8% ao ano são outros diferenciais de democratização da gestão de recursos que os sócios fazem questão de destacar.

Terreno novo
Mas a Warren quer um pouquinho mais. Uma meta paralela é agregar 10 mil contas de clientes wealth. Para isso, busca parceria com profissionais certificados de administração de recursos. Os sócios estimam em 3 mil o número desses gestores no Brasil.

Siga a @colunadobroad no Twitter