O mercado está nervoso. Qual é a melhor estratégia de investimento?

O mercado está nervoso. Qual é a melhor estratégia de investimento?

Renda fixa oferece boa rentabilidade, mas diversificar é necessário

Economia & Negócios

10 Setembro 2015 | 18h56

(FOTO: Marcos Santos/USP Imagens)

(FOTO: Marcos Santos/USP Imagens)

Brasil perde grau de investimento, a taxa básica de juros está muito alta, a economia não cresce, o dólar está nas alturas e a inflação beira o insuportável. Quais são as alternativas de investimento diante de um mercado nervoso?

Com a alta da taxa de juros, obter boa rentabilidade é possível. Mas, a pergunta que todos têm buscado a melhor resposta é: como conseguir ganhar da inflação, pagar impostos e taxas e ainda não correr muitos riscos?

Este tem sido o desafio dos investidores.

Em tempos bicudos como os atuais, a busca é pela realização de ganhos reais (acima da inflação). O investidor não pode cair na tentação de investir em algo de muito risco para tentar ganhar muito de uma só vez.

O importante é estabelecer uma estratégia de investimentos para sua carteira e manter esse direcionamento com firmeza.

Para estabelecer uma estratégia consistente o investidor deve, em primeiro lugar, estabelecer quais são seus objetivos:

a) Qual é a importância do dinheiro aplicado em relação ao objetivo proposto?
b) Qual prazo tenho à disposição para investir?

Por exemplo: se um dos objetivos for a aposentadoria, o prazo é longo e a importância do dinheiro é grande, afinal, este é o dinheiro que a pessoa vai contar para viver quando se aposentar. Assim, o grau de risco do investimento pode ser médio (pois o prazo mais longo permite que se corra mais risco), mas a importância do dinheiro é grande e isso indica que o risco não pode ser muito alto.

Em resumo, quanto maior o prazo e menor a importância do dinheiro, mais risco posso correr.

O contrário é verdadeiro: quanto menor o prazo e maior a importância, menor o grau de risco. Se preciso do dinheiro daqui a seis meses para usar na quitação do imóvel, o investimento ideal é em renda fixa e o investidor tem que ser bastante conservador.

Como analisar

Veja o quadro abaixo. Ele permite a avaliação do grau de risco que pode ser aceito pelo investidor considerando os dois aspectos: importância do investimento e prazo até o vencimento.

gallo

Agora, depois de definir o nível de risco desejado (de 0 a 5), o investidor pode escolher onde aplicar. Listo abaixo vários tipos de investimentos e suas vantagens e desvantagens:

Caderneta de Poupança

Vantagens

Baixo risco
Facilidade de aplicação
Alta liquidez
Garantia até R$ 250 mil pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC)
Não tem custos
Isenção de Imposto de Renda

Desvantagens

Baixa rentabilidade
Não garante proteção contra a inflação

Tesouro Direto

Vantagens

Sem risco de crédito
Facilidade de aplicação, a partir de R$ 30
Liquidez diária
Títulos pós-fixados garantem a inflação com prêmios acima de 7% ao ano
Baixo custo de investimento

Desvantagens

Imposto de Renda sobre ganho de capital na tabela de renda fixa
Risco de mercado em caso de negociação antes do vencimento

CDB

Vantagens

Facilidade de aplicação
Sem custos de administração
Garantida até R$ 250 mil pelo FGC

Desvantagens

Imposto de Renda
Rentabilidade líquida acompanha o CDI

Letra de Crédito Imobiliário (LCI) / Letra de Crédito do Agronegócio (LCA)

Vantagens

Facilidade de aplicação
Sem custos de administração
Garantida até R$ 250 mil pelo FGC
Isenção de Imposto de Renda

Desvantagens

Rentabilidade líquida acompanha o CDI

Fundos de Renda Fixa

Vantagens

Pode oferecer ganho real – dependendo da taxa de administração
Gestão profissional
Investimento com diversificação

Desvantagens

Taxa de administração – devem ser buscados fundos com baixos custos
Imposto de Renda
Rentabilidade líquida acompanha o CDI

Fundos Imobiliários

Vantagens

Boa rentabilidade – boas oportunidades para quem gosta do mercado imobiliário
Não há incidência de Imposto de Renda para pessoas físicas
Gestão profissional

Desvantagens

Potencial baixa liquidez – fundos fechados
Taxa de administração

Planos de Previdência Privada

Vantagens

Muito indicado para investir pensando na aposentadoria
Permite planejamento financeiro de longo prazo e tributário

Desvantagens

Custos altos – taxa de administração e de carregamento.
Contratação exige cuidado na contratação e na opção de tabela tributária

Ações

Vantagens

Ampla gama de possibilidades
Caminho natural para quem quer maior rentabilidade

Desvantagens

Alto risco
Custos de operação e gestão
Exige muito conhecimento

Ouro, dólar e outros investimentos

Vantagens

Ouro é tido como um porto seguro em épocas de crise extremada
Dólar tem trazido alto retorno
Possibilita ganhos altos

Desvantagens

Alto risco
Não dá para dizer se os ganhos recentes irão ocorrer no futuro imediato
Custos altos de operação e gestão
Exige muito conhecimento
É necessária grande inversão de capital – preço do quilo do ouro acima de US$ 36 mil

Mais conteúdo sobre:

investimentosinvestimentos