Usar drone sobre estádio dá multa de R$ 14 mil na Inglaterra

Usar drone sobre estádio dá multa de R$ 14 mil na Inglaterra

Fernando Nakagawa / Twitter @fnakagawa

15 Setembro 2015 | 16h22

Usar drones pode ser uma brincadeira cara no Reino Unido. Nigel Wilson, 42 anos, foi condenado a pagar £ 2.400 – cerca de R$ 14.200 – por usar o equipamento para sobrevoar locais com grande concentração de pessoas na Inglaterra nos últimos meses. Wilson foi o primeiro condenado em uma nova lei inglesa que regulamenta o uso do equipamento cada vez mais popular para gravar vídeos.

drone
Prova. Acusado publicou vídeo / Divulgação Polícia Metropolitana 

A investigação da polícia cita como uma das provas o vídeo de um voo sobre o estádio Anfield em Liverpool em setembro de 2014 que foi postado na conta de Wilson no YouTube. Em 2014, ele chegou a ser detido em Manchester, mas pagou fiança e deixou a prisão.

wilson
Estreia. Wilson foi o primeiro condenado / Divulgação Polícia Metropolitana 

O equipamento de Wilson também sobrevoou e filmou o estádio iPro em Derby, o Emirates Stadium no norte de Londres, Etihad Stadium em Manchester, o Parlamento Britânico e o Palácio de Buckingham, residência da família real. Nos estádios, o uso sempre acontecia em dias de jogos, diz a polícia.

De acordo com a lei britânica que regulamenta o uso dos drones:

– o controlador deve ter visão do equipamento em todos os momentos e não deve se afastar mais de 120 metros verticalmente e/ou 500 metros horizontalmente

– não deve voar sobre áreas populadas como ruas, vilas e cidades

– não deve voar com uma distância menor de 50 metros de pessoas, veículos e edifícios ou sobre concentração de pessoas como espetáculos e eventos esportivos

– o controlador deve obter licença para operar o equipamento quando o uso tiver como objetivo uma atividade comercial