1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Significados da carga tributária

José Paulo Kupfer

18 fevereiro 2010 | 17:28

Ocorreu, em 2009, um ligeiro recuo da carga tributária. O economista Amir Khair, que acompanha a evolução da carga tributária, utilizando a mesma metodologia adotada pela Receita Federal, já havia estimado uma redução da carga, para 35,2% do PIB, no ano passado, contra 35,8%, em 2008. A redução de 0,6 ponto porcentual, segundo Khair, se deve exclusivamente a perdas da União. Para o especialista, a queda só não foi maior em razão do aumento da massa salarial, que elevou a arrecadação da Previdência Social, FGTS, salário-educação e Sistema S acima da evolução do PIB.

Hoje, o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário que, apesar do nome, é uma consultoria privada sediada em Curitiba, também apresentou seu tradicional cálculo da carga tributária em 2009. Para o IBPT, a carga tributária brasileira fechou o ano passado em 35,02% do PIB, com ligeira queda em relação aos 35,16% do PIB apurados em 2008.

* * *

No vídeo da TV Estadão desta quinta-feira, eu e o colega João Caminoto, editor do site E&N do portal Estadão, conversamos sobre os significados e as armadilhas da carga tributária.