As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cargo com salário de R$ 27 mil está entre os concursos com inscrições abertas

País tem ao menos 24 mil vagas para serem preenchidas por concurso para cargos no serviço público

CRIS OLIVETTE

01 Abril 2018 | 07h35

Eli Cristian Andrade Paulino de Deus estuda para concurso de auditor fiscal. Foto: Hélvio Romero/Estadão

O Brasil está com ao menos 24 mil vagas abertas no serviço público para serem preenchidas por meio de concursos, segundo levantamento feito pelo Estado. E a previsão é de que novos editais sejam lançados para o preenchimento de outras 11 mil vagas.

O destaque, em termos salariais, é para o cargo de promotor de Justiça no Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, que oferece 32 vagas e remuneração de R$ 27.500,16. As inscrições vão até o dia 6 de abril.

O maior volume de vagas (2.700) é oferecido pela Polícia Militar de São Paulo, para o cargo de soldado, com remuneração de até R$ 3 mil, voltado para candidatos com nível médio. A PM do Distrito Federal também oferece vagas de soldado (2.024), mas exige que os candidatos tenham nível superior. Neste caso, a remuneração é de até R$ 6 mil.

Auditor fiscal

Formada em ciências contábeis, Eli Christian Andrade Paulino de Deus, de 39 anos, estuda há quatro anos para o concurso ao cargo de auditor fiscal e analista da Receita Federal. “Pelo que tenho ouvido falar, o edital deve ser lançado até o começo do próximo ano.” Ela estuda de cinco e sete horas por dia e tem ajuda de uma funcionária para cuidar da casa e das suas crianças. “Estou estudando sozinha, mas já fiz cursinho preparatório. Com o tempo, adquiri vários materiais e aprendi a me organizar. Mas para quem é ‘concurseiro’ iniciante, o cursinho é bom, porque direciona os estudos.”

Segundo ela, quem deseja estudar sozinho deve começar pelas matérias de direito administrativo e constitucional, para se familiarizar com a linguagem, comum a todos os concursos. “Para avançar em algumas disciplinas é preciso saber um pouco da Constituição e de legislação. No meu caso, tenho de estudar mais de 20 matérias. Comecei com as básicas, até chegar às mais específicas como estatística, administração financeira e orçamentária, que exigem mais conhecimento.”

Importância do edital

Professor e diretor da Central de Concursos, Gabriel Henrique Pinto afirma que é possível passar em concursos estudando sozinho, mas ressalta que o tempo de preparação pode ser mais extenso. Segundo ele, o edital do concurso deve ser considerado um guia para o candidato. “É preciso ficar atento à carga horária do curso e verificar se todos os assuntos descritos no edital serão abordados nas aulas.”

Gabriel Henrique Pinto é professor de cursinho preparatório para concursos. Foto: Yuri Salso/Divulgação

Para se sair bem nas provas, ele diz que disciplina e organização são pré-requisitos para a aprovação. “Não há tempo de estudo ideal. O importante é que o candidato tenha o hábito de estudar diariamente. Com o tempo, as horas de estudo tendem a aumentar, porque cresce a capacidade de concentração. A chave é ser eficiente durante o estudo, independentemente do tempo dedicado.”

Diretor Acadêmico da rede LFG, Carlos Pagani lembra que nesse período de preparação o lazer também é importante, pois auxilia o estudante a descomprimir a tensão do dia a dia. “Só não pode haver exageros, pois a vida do ‘concurseiro’ precisa de algumas renúncias. Aliás, recomendamos que o candidato pratique exercícios físicos com regularidade, pois isso melhora a concentração, diminui o estresse e aumenta a absorção do conhecimento.”

Estabilidade e salários

Segundo ele, é crescente o número de pessoas que sonham em ingressar no setor público. “Essa busca ocorre, geralmente, em razão dos benefícios da carreira, além da estabilidade e salários interessantes. Em tempos de crise, esses benefícios ficam ainda mais atrativos, pois é inevitável a comparação com a situação do empregado da iniciativa privada.”

Pagani afirma que a vantagem que mais atrai os candidatos é a estabilidade, porque após três anos de exercício no cargo público o trabalhador tem garantida a segurança de permanecer no cargo. “Na iniciativa privada, pode haver demissão a qualquer momento e por qualquer motivo, principalmente em período de crise.”

Outras vantagens apontadas por ele são: o servidor público recebe adicional por tempo de serviço, licenças remuneradas, afastamento de três meses a cada cinco anos trabalhados, cursos de capacitação e reciclagem, licença não remunerada por períodos de até dois anos, abono de determinado número de faltas anuais, sistemas de promoção de cargos e salários, progressão por tempo de serviço e função comissionada.

Concurso para escrevente

Formada em direito e funcionária de um escritório de advocacia, Amaraí Iraína da Silva, de 30 anos, estuda de segunda a segunda, há onze meses, para o cargo de escrevente do Tribunal de Justiça-SP.

Segundo ela, não é só a estabilidade financeira que atrai nos concursos. “A aprovação representa uma conquista pessoal. O apoio da família e amigos é importante, mas a luta diária é pessoal. Para alcançar seu objetivo, a pessoa deve escolher uma carreira, para que o estudo seja bem direcionado. Prestar concursos para diferentes áreas não dá resultado e pode desmotivar.”

Veja algumas opções de concursos públicos

Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPE RJ)
Cargo: Promotor
Escolaridade: Nível superior em direito
Número de vagas: 32
Remuneração: R$ 27.500,16
Inscrições: até 6 de abril
Taxa: R$ 300
Provas: a definir

Companhia de Saneamento de Minas Gerais
Cargo: Diversos
Escolaridade: Níveis médio, técnico e superior
Número de vagas: 83
Remuneração: até R$ 8 mil
Inscrições: até 1 de maio
Taxas: R$ 35, R$ 45 ou R$ 70
Prova: 3 de junho de 2018

Ministério Público de Minas Gerais (MPMG)
Cargo: Promotor de Justiça
Escolaridade: Nível superior completo em direito
Banca organizadora: Fundep
Número de vagas: 40
Remuneração: R$ 26.125,17
Inscrições: até 2 de abril
Taxa: R$ 261,25
Prova: 6 de maio de 2018

Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares
Cargo: Administrativo,
assistencial e médico
Escolaridade: ensino médio
e superior
Número de vagas: 1.196
Remuneração: até R$ 9,8 mil
Inscrições: até 10 de abril
Taxas: R$76 ou R$252
Prova: 6 de maio de 2018

Câmara de Guarujá
Cargo: Diversos
Escolaridade: Níveis médio
e superior
Banca organizadora: Indepac
Número de vagas: 15
Remuneração: até R$ 7 mil
Inscrições: até 6 de abril
Taxas: R$ 50 e R$ 70
Provas: 29 de abril e 6 de maio de 2018

Receita Federal do Brasil
Cargo: Auditor Fiscal, analista tributário
Escolaridade: Nível superior
Banca organizadora: Esaf
Número de vagas: 4 mil
(solicitadas ao Ministério do Planejamento)
Remuneração: até R$ 21 mil
Situação: Previsto
Previsão de publicação do edital: em breve