1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Coca-Cola no Brasil está entre as mais caras; na China, é R$ 0,60

quarta-feira 26/10/11

Entre 12 metrópoles pesquisadas, preço em São Paulo aparece em terceiro

Atualizado às 20h46

coca_cola_reuters_adrian_bradshaw.JPG

alcides_leite01.jpgA Coca-Cola no Brasil está entre as mais caras, mostra um levantamento com o preço do produto em 12 países feito pelo Radar Econômico em parceria com o professor de economia Alcides Leite* (foto).

O produto, que pode ser considerado supérfluo por alguns, diz muito sobre a economia dos países. Padronizado em todo o mundo, dá uma ideia das vantagens de produzir em determinadas localidades.

Não por acaso, o preço mais baixo encontrado foi na China, na cidade de Cantão. Lá, a lata de Coca-Cola custa em torno de R$ 0,60. Em São Paulo, está R$ 1,70; em Genebra, R$ 2,50.

O levantamento inclui cidades dos cinco continentes, localizadas em países ricos e emergentes. Os preços foram coletados em sites de supermercados, com exceção da China, onde utilizamos uma reportagem sobre inflação publicada na imprensa local.

Veja quanto custa a lata de Coca-Cola em diversas cidades no mundo (preços convertidos em reais). A quantidade varia de país para país, entre 330 ml e 355 ml.

Genebra 2,50
Tóquio 2,32
São Paulo (Pão de Açúcar) 1,70
São Paulo (Sonda) 1,68
Sydney 1,59
Buenos Aires 1,47
Cidade do Cabo 1,44
Londres 1,28
Nova York 1,16
Lisboa 1,11
Santiago 1,04
Paris 0,99
Cidade do México 0,98
Cantão  0,60

Alcides Leite, professor de economia na Trevisan Escola de Negócios, comenta os números.

“O preço da Coca-Cola em São Paulo é um dos mais altos entre as cidades pesquisadas. Isto se deve, principalmente, a três importantes fatores: a alta carga de tributos incidentes sobre o produto, os altos custos de distribuição e os efeitos da valorização do real frente às demais moedas.

Quanto ao custo de distribuição, é importante levar em conta que, devido ao baixo valor agregado em relação ao peso e volume, o custo do transporte do produto tem forte participação na composição do preço final de venda. Com infraestrutura precária, os custos de transporte no Brasil acabam onerando muito o preço de venda de bebidas e alimentos em geral.”

Quanto custa

Nesta série “Quanto custa”, o blog Radar Econômico compara preços de um mesmo produto em diferentes cidades do mundo. Caso você tenha visto, em sua cidade, preços diferentes dos citados aqui, compartilhe a informação com os demais leitores.