1. Usuário
Assine o Estadão
assine

“Barulho é sempre problema”, diz síndico

claudiomarques

30 agosto 2014 | 10:31

Gestor do condomínio orienta moradores a conhecer o regulamento

Síndico de um condomínio de quatro torres, 211 unidades e aproximadamente 1.100 mil moradores na zona leste da capital paulista, Jorge Carlos Albuquerque Bernagozzi, de 39 anos, diz que quase metade dos condôminos do complexo estão residindo em um edifício pela primeira vez.

“Música alta, arrastar móveis, uso de furadeira depois das 22horas durante a semana ou aos sábado após às 14h e no domingo, visitas conversando em voz alta até de madrugada, essas são atitudes clássicas de quem nunca morou em condomínio”, diz.

Ele confirma que, em seu condomínio, o barulho é o principal problema detectado nos moradores novos. Segundo o síndico Bernagozzi, pessoas que moravam em casa não tinham essas preocupações. Ele também destaca: “Os novos moradores usam a piscina do prédio como se fosse um clube, levando os visitantes, parentes e amigos.”

Para o síndico parte do constrangimento passado pelo condômino pode ser evitado se ele ficar atento ao regulamento interno do condomínio.

“Eu já fui um morador novato em um edifício e, sabendo dos eventuais problemas que eu poderia enfrentar, ao assumir a função de síndico fiz cópias do regulamento e coloquei nas caixinhas de correio de cada um dos condôminos”.

Etapas. Quando o morador comete alguma infração e Bernagozzi reconhece que ele é novo no prédio, primeiro conversa e orienta, reitera as regras e envia uma notificação para que ele tenha consciência de que barulho a 1h30 da madrugada, levar visitantes à piscina, por exemplo, não é permitido.

No entanto, ele conta que já aplicou pelo menos cinco multas em moradores relutantes a entender as regras.

“Primeiro eu converso, explico, envio notificação, mas quando o erro persiste, preciso multar para ele entender que há regras a serem seguidas”, esclarece o síndico.

Bernagozzi acredita que parte dos problemas vividos pelos moradores novos é por não conhecer o regulamento.

“A função do síndico, ao identificar um problema de um morador novo, é procurar o condômino, explicar ou reforçar como funcionam as regras e sempre ter bom senso nas ações tomadas.”