Na Black Friday, incorporadoras e construtoras dão descontos e até IPTU pago
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Na Black Friday, incorporadoras e construtoras dão descontos e até IPTU pago

Abatimento pode chegar a até 38% e haver oferta de condomínio grátis; órgãos de defesa do consumidor dão dicas para evitar problemas na compra

Redação

19 Novembro 2017 | 06h54

Foto: Débora Klempous / Estadão

Filipe Strazzer, Especial para o Estado

Incorporadoras e construtoras vão promover ações na Black Friday, que ocorrerá no dia 24 de novembro e também movimenta o e-commerce. As condições oferecidas vão de descontos e entrada zero, até condomínio e IPTU pagos por um ano. E para que a experiência seja a melhor possível, não haja surpresas e nem problemas futuros, órgãos de defesa do consumidor orientam o comprador a ficar atento e pesquisar bastante antes de fechar o negócio.

A construtora MBigucci oferece descontos que variam entre R$ 10 mil e R$ 70 mil, em imóveis do ABC paulista e cidade de São Paulo. A incorporadora Rossi traz para o público promoções em 20 empreendimentos no País. No caso do Estado de São Paulo, as unidades participantes de Paulínia, Ribeirão Preto e Barueri terão descontos que variam de 10% a 38%.


Outras incorporadoras e construtoras como a Tenda e a mineira Patrimar estenderão as ofertas para além da sexta-feira. A chamada ‘Black Tenda’ oferece, em São Paulo, descontos de até R$ 20 mil, do dia 20 ao 26 de novembro. O Grupo Patrimar terá reduções de até 30% em empreendimentos na cidade de Belo Horizonte, durante a denominada ‘Black Weekend’, do dia 24 ao 26.

Sem imposto e taxa de condomínio

Além dos descontos, as empresas trazem outras condições. A MBigucci vai oferecer um ano de IPTU e condomínio grátis em cerca de 40 apartamentos prontos para morar. Já a Tenda vem tem até entrada zero, em alguns casos, para os paulistas. A construtora também possui outras vantagens no Paraná, Rio Grande do Sul, Bahia, Pernambuco, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Entrada zero ou a partir de 19 reais e descontos em apartamentos fazem parte da promoção nesses Estados.

Para que o consumidor consiga o melhor negócio, porém, ele deve primeiro pensar bem e não agir por impulso, afirmam especialistas. Segundo a coordenadora do Procon-SP, Renata Reis, “a pessoa tem de refletir bastante e tomar os mesmos cuidados para verificar a questão da possibilidade de aquisição, se realmente vai fechar um bom negócio”. Para evitar que a compra por impulso possa se tornar um problema, Renata aconselha o consumidor a pesquisar antes as condições e o que está sendo oferecido. “Ele tem de ter certeza de que existem as vantagens que estão sendo oferecidas. Não dá para se vincular de uma forma que não seja preventiva, tem de fazer essa pesquisa”, diz.

Diante do grande número de ofertas, especialistas dão outras dicas para que o consumidor consiga aproveitar a data sem sustos. A advogada e representante da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor – Proteste, Sonia Amaro, destaca pontos que o comprador deve verificar antes de fechar o negócio. Segundo ela, é importante que a pessoa fique atenta a questões como: se o projeto tem a aprovação da prefeitura e se a empresa possui reclamações na internet e em órgãos de defesa do consumidor. Além disso, “ele deve procurar saber todo o detalhamento do imóvel, como local, se está na planta ou já está construído e, importantíssimo, a data de entrega, porque isso pode determinar a compra ou não”, afirma Sonia. E pensando na questão financeira, Renata Reis orienta o consumidor a prestar atenção no financiamento. “Se eu não tenho condição de quitar o imóvel à vista, tenho que verificar se eu atendo os critérios de financiamento hoje exigido pelos bancos ou por algum sistema financeiro que esteja atrelado aquele empreendimento”, explica.