Preço médio do m² no Brasil atinge R$4.833, aponta pesquisa
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Preço médio do m² no Brasil atinge R$4.833, aponta pesquisa

Levantamento analisou mais de dois milhões de imóveis disponíveis para compra ou aluguel em 30 cidades de diferentes regiões

Redação

09 Outubro 2017 | 17h49

Preço nominal médio do m² para venda no Brasil atingiu o valor de R$4.833
(FOTO: André Dusek / Estado)

Pesquisa realizada pela Viva Real, empresa do segmento imobiliário, relativa ao terceiro trimestre de 2017, aponta que o preço nominal médio do m² para venda no Brasil atingiu o valor de R$4.833. A constatação, comparada ao segundo trimestre deste ano (R$ 4.8333), é considerada estável. No entanto, em comparação ao mesmo período de 2016, houve uma desvalorização de 0,72%.

Denomidado de DMI (Dados do Mercado Imobiliário), o relatório analisou mais de dois milhões de imóveis, em 30 cidades de diferentes regiões. Com isso, ao todo, em relação ao terceiro trimestre do ano passado, 20 cidades registraram alta no preço médio do imóvel, enquanto duas se mantiveram estáveis e outras oito, entre elas Campinas, João Pessoa, Natal e Porto Alegre, sofreram queda.

A pesquisa também enumerou 16 cidades que estão com os valores do m² acima da média nacional (R$4.833/m²). A lista é encabeçada pela capital federal, Brasília (R$7.805/m²). Na segunda colocação está o Rio de Janeiro (R$7.174/m²), seguido por São Paulo (R$ 6.875/m²). Já em relação as cidades com valores abaixo da média, Campinas lidera a lista com o valor R$ 4.806/m², seguida por Fortaleza (R$ 4.688/m²) e Belo Horizonte (R$ 4.600/m²).


Outro dado do estudo revela que a procura por imóveis à venda, no valor de R$500 mil, corresponde a 73% das buscas. Contudo, a oferta desse tipo de imóvel foi de 52% nos meses de julho, agosto e setembro deste ano.

Por fim, o ranking também elaborou uma lista com os bairros mais procurados para venda no país. Vila Mariana, em São Paulo, Tatuapé, também na capital paulista, além da Barra da Tijuca, no Rio, são os primeiros da relação. No que diz respeito aos bairros mais caros para venda, o quadro é composto por três locais da capital fluminense: Leblon (R$ 21.667/m²), Ipanema (R$ 20.000/m²) e Lagoa (17.123/m²).