Economia

BELA BISTA

Vila Olímpia tem a locação mais cara da cidade

Bairro situado em área nobre da zona sul atrai por estar em região modernizada, rodeada por comércio e serviços de bom padrão

EDILAINE FELIX

17 Janeiro 2016 | 08h21

Desejado. A Bela Vista  é o bairro mais procurado por quem pretende alugar

Bela Vista é o bairro mais procurado por quem pretende alugar

Lucas Lopes
ESPECIAL PARA O ESTADO

O empresário Luis Carlos Sciascio Júnior trocou um apartamento de aluguel na Vila Olímpia pela compra de um imóvel usado no Panamby, no Morumbi. “Usei o valor que eu pagava de aluguel para o financiamento das prestações do novo apartamento.” Além da busca por uma escola de bom nível para a filha mais velha, de três anos, e a proximidade da mãe, que mora no Morumbi, pesou para Sciascio a vontade de ter um bem próprio e deixar de pagar aluguel.

A Vila Olímpia, onde ele morava, lidera a lista dos bairros com os maiores valores do metro quadrado para locação em São Paulo. Segundo levantamento realizado pelo portal imobiliário VivaReal, o valor da metragem para aluguel no bairro da zona sul fechou o último trimestre de 2015 em R$ 67,74. Para locar um apartamento de 90 m² nesse bairro, hipoteticamente, o contratante pagará uma mensalidade de R$ 6.096,60. No prazo de um ano de contrato, o investimento para cobrir apenas o custo do aluguel somará mais de R$ 73 mil.

A zona sul predomina entre as grandes cifras do metro quadrado na capital paulista. Segundo o estudo, seis dos dez bairros com os valores mais altos de metragem estão na região. Vila Nova Conceição e Itaim Bibi fecharam o balanço de 2015 com o preço de R$ 66,67 o m², segundo maior valor de aluguel em São Paulo. Jardim Paulista é o bairro da zona oeste com o valor mais próximo dos bairros nobres da zona sul. Para assinar um contrato de aluguel nesse bairro é preciso desembolsar R$ 63,64 por metro quadrado. O valor é 17,85% maior que o do Jardim Europa, segundo bairro da região oeste com o preço do m² mais caro, R$ 54.

O diretor comercial da Coelho Fonseca, Fernando Sita, credita à valorização contínua da zona sul fatores como localização e atrações. “O que tem de diferencial nessa região é a infraestrutura. É uma área que está perto de Congonhas, mas não a ponto de escutar o barulho do avião. Está próximo ao Jockey Clube, ao Parque do Povo e ao Ibirapuera, próximo a shopping centers e está dentro do eixo financeiro de São Paulo, que é a Faria Lima e a Berrini. Tudo acontece nesse miolo.”

Sciascio morou por 33 meses de aluguel na Vila Olímpia antes da mudança, em outubro do ano passado. Apesar de ter trocado um bairro mais centralizado por um mais afastado, o empresário não se arrepende. “Comprei um apartamento relativamente novo, de seis anos, em frente a um parque de 5 mil m² e com um preço de metragem muito interessante.

Com o dinheiro que tinha à disposição, só encontrava apartamentos antigos e em más condições na Vila Olímpia e no Itaim Bibi, bairros que me interessavam.”

Mais procurados. Ainda de acordo com o estudo, o bairro mais procurado por quem optou pelo aluguel em 2015 foi o Bela Vista, único representante da região central entre os dez primeiros colocados nesse quesito. Três bairros da zona oeste figuram entre os mais buscados: Butantã (3º), Pinheiros (4º) e Perdizes (9º). O Tatuapé (6º) e Itaquera (8º) são os bairros da zona leste com maior procura, e a Casa Verde (10º) é o único representante da zona norte na lista.

O predomínio da zona sul nos preços altos do metro quadrado se refletiu diretamente na procura para alugar um imóvel. Apenas três dos dez bairros mais desejados para contratos de locação estão na região: Vila Mariana (2º), Moema (5º) e Ipiranga (7º). Destes, apenas Moema está na lista do m² mais caro em São Paulo, com o valor de R$ 52,86.

A Vila Mariana é um bairro que se destacou em 2015. Foi o segundo mais procurado tanto para vendas, quanto para aluguéis. O gerente comercial da Carneiro Gurgel, Lucas Fiorini, faz diversas transações de imóveis na região. “É um bairro muito residencial, familiar. Tem boas escolas e hospitais nas proximidades e é vizinho dos Jardins e do Paraíso. Oferta praticamente as mesmas coisas que estas duas regiões, mas com um valor menor.”

De acordo com Sita, 2015 teve aumento significativo na quantidade de contratos de locação. “No momento de incerteza econômica, as pessoas recuam e não compram imóveis, preferem alugar.” Para o diretor da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), Miguel de Oliveira, o m² dos imóveis não sofrerá variações significativas este ano. “A tendência é que os preços se mantenham na mesma faixa de 2015.”

Vila Nova Conceição é o bairro com o 2º metro quadrado mais caro

Vila Nova Conceição é o bairro com o 2º metro quadrado mais caro

Para venda, m² mais caro da capital está no Jardim Europa

O Jardim Europa ultrapassou a Vila Nova Conceição e fechou 2015 como o bairro com metro quadrado mais caro para venda de usados. O primeiro, situado na zona oeste da cidade, teve como referência no último trimestre do ano passado o valor de R$ 15.379 por m², uma valorização de 8,6% em relação ao mesmo período em 2014. A Vila Nova Conceição, primeira colocada da lista em 2014, fechou 2015 com o preço de R$ 15.200 o m², valorização de apenas 3,5% de um ano para o outro.

Assim como os dados levantados a respeito do preço do m² nos contratos de aluguel, a zona sul ganha destaque na lista, com sete bairros entre os que possuem a metragem mais cara na capital para a venda.

O vice-presidente executivo da VivaReal , Lucas Vargas, acredita que esses bairros dificilmente irão perder o status de áreas nobres e que a ascensão de outras zonas da cidade dependem de fatores externos ao local.

“Mudanças de padrão de bairros ocorrem em gerações. É difícil ver uma mudança muito significativa de um ano para outro. Essas transformações são mais comuns quando acontece o que chamamos de gentrificação, que é um bairro isolado do grande centro começar a receber maior procura, por algum motivo específico, seja um investimento comercial de alto padrão ou uma grande construção, como o estádio em Itaquera, aspectos que valorizam muito o bairro.” Itaquera despontou na pesquisa da VivaReal como o bairro mais procurado para vendas em 2015, desbancando a Vila Mariana, o Tauapé e o Morumbi.

Quem estiver procurando comprar um novo ou um usado deve atentar para alguns fatores que podem valorizar a propriedade no médio e longo prazos. Empreendimentos próximos a shoppings, parques, hospitais e escolas estão sempre em alta. “Obras de infraestrutura do governo normalmente aumentam o preço dos imóveis na região quando são anunciadas ou entregues”, diz Vargas.