1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Máquina automática troca material reciclável por ração

Economia & Negócios

26 agosto 2014 | 13:47

Equipamento foi criado para estimular a reciclagem e proteger cerca de 150 mil cães abandonados nas ruas de Istambul

Máquina automática troca embalagens recicláveis por ração (Divulgação)

Uma empresa indiana criou uma máquina automática que estimula a reciclagem e ao mesmo tempo ajuda a alimentar os cães e gatos de Istambul. Para cada garrafa ou lata inserida no equipamento, a máquina libera uma porção de ração.

A máquina foi criada pela empresa Feral-friendly e já está funcionando no centro de Istambul. O inventor, Engin Girgin, diz que a máquina mata dois coelhos com uma cajadada só: estimula a reciclagem e ajuda os animais.

O lucro vem da reciclagem de plásticos e metais, que segundo a empresa cobre os custos da ração distribuída. A máquina de venda automática já está sendo distribuído para 20 cidades fora da Turquia.

A máquina chamada Pugedon funciona com energia solar. Ela tem dois furos para inserção de embalagens, um para as garrafas de plástico, latas metálicas e embalagens de cartão e outra para que a pessoa possa despejar o resto de água das embalagens.

Quando a embalagem cai dentro do buraco, a unidade libera um pouco de comida para o recipiente de alimentação, enquanto a água que é despejada no buraco separado vai diretamente para um recipiente para os animais beberem.

Um dos objetivos do equipamento é colaborar para ajudar o elevado número de cães e gatos vadios soltos nas ruas de Istambul. Estima-se que existam cerca de 150 mil cães abandonados na cidade.

“Meu principal objetivo é fazer com que as pessoas vejam que eles não tem que gastar algum dinheiro para ajudar cães vadios”, disse o inventor. “Eu também queria mostrar que as pessoas podem fazer coisas boas com coisas que normalmente jogamos fora”.

A máquina é produzida pela empresa industrial do grupo YCN Yucesan, fabricante de caldeiras a vapor. O inventor disse que 61 países já manifestaram interesse em adquirir as máquinas.

Tags: