12:18


15 de Abril de 2010

 

Patrocinado por




Você está em Economia
Início do conteúdo

Telefone celular transforma ‘olho no olho’ em coisa do passado

Aparelhos multifuncionais provocam metamorfose nas relações humanas e distanciam o contato visual

04 de junho de 2013 | 13h 34
Economia & Negócios

SÃO PAULO - Os smartphones estão provocando uma metamorfose no comportamento social, transformando o contato visual entre as pessoas em uma espécie de comportamento em extinção.

Torcedor confere mensagens no celular durante partida de basebol nos EUA - Reuters
Reuters
Torcedor confere mensagens no celular durante partida de basebol nos EUA

O alerta saiu em uma reportagem do Wall Street Journal: o tempo gasto por um adulto no olhar diretamente no olho do interlocutor, o chamado contato olho no olho, caiu para uma média de 30% a 60%, quando o ideal numa boa conversa seria de 60% a 70%.

O cálculo foi feito pela Impressions, uma empresa baseada no Texas que analisou a comunicação interpessoal a partir dos hábitos de três mil candidatos. A empresa analisou conversas face a face e situações em grupos. A desconexão dos olhares afeta as pessoas no ambiente do trabalho e também em família, e até entre casais.
 
E, o que já não parece novidade, é o motivo do distanciamento entre os olhares humanos: "A barreira permanente é, sem dúvida, a presença insistente das telas dos celulares cada vez mais multifuncionais", explicou ao Wall Street Journal o responsável pela pesquisa, Noah Zandan.

Na faixa etária entre vinte e trinta anos, tornou-se culturalmente aceitável falar ao telefone e verificar os resultados de uma partida durante o jantar, afirma ele.

Um estudo publicado no início deste ano na revista Computers identificou uma nova espécie de fobia que está abalando o contato visual entre as pessoas: o medo de perder oportunidades sociais. "Para certas pessoas", explicam os autores do estudo, "se concentrar em um único assunto de cada vez é entendido como um risco de estar perdendo uma oportunidade de dar atenção a outro assunto que pode ser mais interessante".

Uma especialista em treinamento profissional diz que muitas pessoas já se acostumaram a falar sem a necessidade de enfrentar o interlocutor diretamente. Trata-se de uma profunda transformação na maneira de se comunicar causada pelas novas tecnologias de comunicação.

Segundo especialistas, mesmo em desuso, o contato visual é extremamente importante para influenciar o fluxo de um discurso. Olhar o colega falar inspira confiança e respeito, destaca o artigo do Wall Street Journal. "Focar os olhos em um adversário durante uma discussão também deixa claro que você não vai ceder."

Os bons gestores, segundo pesquisas, sabem que é importante olhar para os funcionários na hora de passar ou cobrar tarefas ou mesmo na hora de conversar. "Manter os olhos colados na tela do telefone celular durante uma reunião é o equivalente a não estar lá", diz Suzanne Bates, especialista que presta consultoria para profissionais considerados "smartphones dependentes".

"O chefe que faz isso está transmitindo uma mensagem clara aos funcionários: estou muito ocupado para você, que não é importante o suficiente para merecer a minha atenção".

Mas, se você está preocupado em mostrar que ainda cultiva o hábito de olhar para os interlocutores, atenção. "Um contato visual por mais de 10 segundos pode parecer agressivo, emocionalmente vazio ou não autêntico", diz Ben Decker, presidente executivo da Decker Communications, de San Francisco. "Em certos contextos, pode ser interpretado como um sinal de interesse romântico ou simplesmente perturbador".

O ideal, segundo ele, seria olhar o interlocutor nos olhos de sete a dez segundos de cada vez durante uma conversa particular ou de três a cinco segundos nas conversas em grupo. Para os não iniciados, ele recomenda exercícios em casa diante do espelho.



Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui


Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo