Premiê tcheco não assistirá à abertura dos Jogos Olímpicos

Topolanek diz que não participará de ato que servirá para celebrar 'poderio e a grandeza da China comunista'

Efe,

16 Abril 2008 | 06h21

O primeiro-ministro da República Tcheca, o conservador Mirek Topolanek, não assistirá à cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim, informou nesta quarta-feira, 16, a imprensa local.   Veja também:  Exilados do Tibete e polícia em conflito por tocha, na Índia  Eu faria de novo na China, diz atleta da 'força negra' em 1968  Países asiáticos mudam planos de festa da tocha por tensão  Os protestos e a ligação histórica com os Jogos Olímpicos  A passagem da tocha acesa pelos nazistas   O político tcheco afirmou que não quer participar de um ato que servirá para celebrar "o poderio e a grandeza da China comunista".   No passado, Topolanek tinha indicado que deixaria nas mãos do Governo a decisão final sobre sua participação da cerimônia dos Jogos, e afirmou que se ajustaria à pauta seguida por outros líderes internacionais.

Mais conteúdo sobre:
Pequim 2008 Jogos Olímpicos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.