12:18


15 de Abril de 2010

 

Patrocinado por




Você está em Economia
Início do conteúdo

Rio Tietê terá plano de despoluição igual ao do Rio Sena

Tecnologia de despoluição é um dos itens de um pacote de cooperação que será assinado na sexta-feira pelo presidente francês François Hollande e pelo governador paulista Geraldo Alckmin

10 de dezembro de 2013 | 16h 19
Cley Scholz

SÃO PAULO - Um acordo inédito de cooperação internacional assinado entre os governos do Estado de São Paulo e a França vai renovar a esperança dos paulistanos de ver despoluído o Rio Tietê, utilizando a mesma tecnologia aplicada em Paris no Rio Sena.

Outros programas de mobilidade urbana, recuperação e urbanização da Serra do Mar e desenvolvimento urbano em municípios do Litoral Norte fazem parte de um pacote de 50 iniciativas conjuntas que serão assinadas na sexta-feira, 13, pelo presidente da França François Hollande e pelo governador paulista Geraldo Alckmin.

O Rio Sena era considerado biologicamente morto no início dos anos 1960, mas foi recuperado com leis de proteção e milhões de euros de investimento em estações de tratamento e recuperação do ecossistema.Em 2009 foi anunciado que o Salmão do Atlântico havia retornado ao rio, juntamente com várias outras espécies.

Acordos. A comitiva do presidente Francês inclui o ministro das Relações Exteriores da França, Laurent Fabius, e Jean-Paul Huchon, presidente da região de Île-de-France.

Île-de-France, principal região administrativa da França, cuja capital é Paris, reúne 1.281 cidades com um PIB total de US$ 812 bilhões. É a região mais populosa do país e a mais rica da Europa.

"O acordo de cooperação será o primeiro assinado entre a Franca e um estado subnacional no hemisfério Sul e formaliza uma relação bilateral para a criação de um grupo de trabalho que tratará de iniciativas que trarão grandes benefícios para São Paulo", afirma Rodrigo Tavares, assessor especial para Assuntos Internacionais do Governo de São Paulo.

Entre as iniciativas estão um projeto piloto de sustentabilidade na Serra do Mar e troca de conhecimentos e tecnologias entre Sabesp e o órgão francês responsável pela despoluição do Rio Sena.

Grupo de trabalho. Os governantes  também vão tratar de projetos de investimentos e financiamentos e de novos instrumentos de cooperação.

O grupo de trabalho vai se concentrar em áreas da competência constitucional interna dos estados, como infraestrutura e mobilidade urbana, educação, desenvolvimento econômico, segurança pública, entre outros.

Um segundo acordo lança a iniciativa "2014: Ano de São Paulo e de Île-de-France para o desenvolvimento urbano sustentável".

O projeto prevê um programa de atividades de cooperação em áreas como transportes, habitação, saneamento, energia ou meio ambiente ao longo do ano que vem.

O acordo entre a França e São Paulo inclui 50 iniciativas conjuntas. Algumas delas são:

 

Despoluição do Tietê - A Secretaria de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp) e a entidade que lidera a gestão das águas em Île-de-France (Siaap), responsável pela despoluição do rio Sena, trocarão conhecimentos e tecnologias contribuindo para o programa de despoluição do rio Tietê;

Serra do Mar - A região de Île-de-France vai desenvolver projeto piloto de sustentabilidade na Serra do Mar no Estado de São Paulo, com aplicação de tecnologias inovadoras e sustentáveis em habitações populares;

Litoral Norte - Île-de-France irá fornecer consultoria à Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa) para exploração sustentável do Litoral Norte, para um maior aproveitamento econômico e turístico da área;

Gestão metropolitana - São Paulo e Île-de-France trocarão peritos e conhecimentos relativos ao planejamento e execução dos planos de gestão metropolitana de Paris (Grand Paris 2030) e São Paulo (PAM 2040, a ser apresentado em breve).

Promoção empresarial - Cooperação entre a Agência Regional de Desenvolvimento de Île-de-France e a Investe São Paulo para partilhar experiências no âmbito da promoção de empresas e incubadoras e da atratividade dos territórios em matéria de investimentos. As agências farão intercâmbio de técnicos e farão campanha publicitária para promover negócios e investimentos no Estado de São Paulo junto ao setor privado de Île-de-France;

Eficiência energética - A Secretaria de Energia e o governo de Île-de-France vão colaborar na área de eficiência energética em três áreas prioritárias: legislação, uso rentável da energia de resíduos sólidos urbanos e energia solar e fotovoltaica.

Mobilidade urbana - A Secretaria de Transportes Metropolitanos fará parceria com a RATP (Régie Autonome des Transports Parisiens) e o STIF (Sindicato dos Transportes de Île-de-France) para troca de informações sobre gestão planejada de transportes e sobre agências reguladoras de transportes.




Saiba mais sobre Cley Scholz no Google


Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui


Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo