GUSTAVO PORTO/FUTURA PRESS
GUSTAVO PORTO/FUTURA PRESS

45 contêineres caem de navio na baía de Santos

Acidente chegou a interromper a navegação mas área já foi liberada; entre as mercadorias encontradas no mar estão eletrodomésticos, mochilas e bicicletas

Luiz Alexandre Souza Ventura, especial para o Estado

11 Agosto 2017 | 10h36

SANTOS - Centenas de eletrônicos, eletrodomésticos, equipamentos para hospitais e material de vestuário estão espalhados pelo mar em uma área que abrange Santos e Guarujá, no litoral sul de São Paulo. Os produtos estavam armazenados en 45 contêineres que despencaram de um navio na madrugada desta sexta-feira, 11, na Baía de Santos. Autoridades tentavam coibir a ação de saqueadores. Itens como aparelhos de ar-condicionado, mochilas, cilindros de oxigênio, pneus, toalhas e tapetes estavam sendo recolhidos.

Equipes da Companhia Marítima da Polícia Militar Ambiental prenderam ao menos 11 pessoas por saque. Um grupo de dez homens foi surpreendido no Canal do Estuário do Porto de Santos em duas embarcações onde estavam mais de 100 itens, a maioria eletrônicos e eletrodomésticos. Na praia do Guaiuba, um pescador foi detido quando desembarcava cinco bicicletas de alumínio que custam entre R$ 10 mil e R$ 12,5 mil.

Os contêineres caíram no mar entre 1h30 e 3h, quando o navio Log-In Pantanal estava ancorado no Fundeadouro n.º 3, a duas milhas (3,2 quilômetros) da costa, em área destinada a embarcações com programação definida de atracação no Porto de Santos. O mar estava agitado, com ondas acima de 2 metros de altura. A navegação ficou fechada na região até 8h30.

A Marinha vai abrir inquérito administrativo para apurar o acidente. Ninguém ficou ferido. Segundo a Capitania dos Portos de São Paulo, a agência marítima Orion, responsável pela embarcação, encaminhou rebocadores ao local. A reportagem tentou contato com a empresa, mas não houve resposta.

O navio Log-In Pantanal (IMO: 9351799), de bandeira brasileira, foi construído em 2007 pela Aker MTW Werft GmbH, na Alemanha. Pertence ao armador Log-In Logística Intermodal S/A, com sede no Rio. Tem 182,47 metros de comprimento, calado (área embaixo da água) de 10 metros e largura máxima (boca) de 25,20 metros. A embarcação tem capacidade para transportar até 23.821 toneladas e pode carregar 1.706 contêineres. No dia 26 de junho, dois contêineres vazios caíram de outro navio no Porto de Santos.

Mais conteúdo sobre:
Porto de Santos Marinha do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.