1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Acciona arremata BR 393, último lote do leilão de rodovias

09 Outubro 2007 | 17h 03

Empresa fez uma proposta de R$ 2,940 por pedágio; o preço máximo para esta rodovia era de R$ 4,188

A Acciona arrematou nesta terça-feira, 9, o trecho da Rodovia BR 393 (da divisa MG/RJ até a Rodovia Presidente Dutra) leiloado pelo governo em evento na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). De acordo com as regras do leilão, vencia quem oferecesse o preço de pedágio mais barato para o trecho. A Acciona fez uma proposta de R$ 2,940; o preço máximo para esta rodovia era de R$ 4,188.   Ao todo, mais de 30 empresas entregaram propostas pelos sete trechos de estradas que cruzam o Sul e o Sudeste do País e que totalizam 2,6 mil quilômetros de extensão. No leilão, essas empresas foram representadas por corretoras registradas na Bovespa. Os envelopes com as propostas de cada empresa foram entregues pelas corretoras à Bolsa até as 11h da manhã de segunda.   De acordo com o edital do leilão, serão investidos nos 25 anos de concessão cerca de R$ 9 bilhões em duplicação e restauração do asfalto. As concessionárias gastarão outros R$ 10 bilhões para equipar a rodovia com ambulâncias, serviços de guincho, inspeção de tráfego, bases para pesagem móvel e fixa e equipamentos telefônicos a cada quilômetro. No total, serão 36 novos pedágios no País, com preços que vão variar entre R$ 2,685 e R$ 4,188.