1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Ações asiáticas sobem com dados positivos da China

LISA TWARONITE - REUTERS

03 Setembro 2014 | 08h 05

Relatórios positivos sobre a atividade de serviços na China ajudaram a impulsionar os mercados asiáticas nesta quarta-feira, enquanto as ações japonesas tiraram proveito do iene mais fraco para subir.

Duas pesquisas Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) mostraram que a atividade no setor chinês de serviços se recuperou em agosto, compensando parte da fraqueza recente na indústria.

As ações chinesas receberam bem os relatórios, com os índices de Xangai e Hang Seng, de Hong Kong, subindo 1 por cento e 2,3 por cento, respectivamente.

"O PMI de serviços da China para agosto divulgado nesta manhã veio em 54,4, enquanto a medida mais confiável do HSBC alcançou 54,2, uma alta surpreendente ante o mês anterior, e isso aparentemente nos dará um começo positivo nesta manhã", disse o analista-chefe de mercado do CMC Markets, Michael Hewson, em nota.

Os números chineses vieram na sequência de dados positivos dos Estados Unidos na terça-feira. O Instituto de Gestão de Fornecimento (ISM, na sigla em inglês) informou que seu índice de atividade industrial subiu para 59,0 em agosto, o mais forte desde março de 2011. Os gastos com construção em julho atingiram o nível mais alto em mais de 5 anos e meio.

Às 8h00 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão avançava 0,95 por cento. O índice começou a sessão mais baixo após um dia misto em Wall Street, embora os dados econômicos positivos dos EUA sustentassem as ações e limitassem as perdas.

O índice japonês Nikkei fechou em alta de 0,38 por cento, avançando para novas máximas de sete meses aproveitando o iene mais fraco.