1. Usuário
E&N
Assine o Estadão
assine

Ações europeias caem por dados fracos dos EUA

REUTERS

28 Março 2012 | 14h 40

As ações europeias caíram nesta quarta-feira, atingindo a mínima de fechamento em três semanas, com três dos principais índices caindo próximos aos níveis de suporte, enviando um sinal de baixa para o mercado, com dados fracos dos Estados Unidos atingindo a confiança do investidor.

O índice europeu de ações FTSEurofirst 300 caiu 1,02 por cento, a 1.072,48 pontos, pouco abaixo de sua média-móvel de 50 dias, enquanto tanto o FTSE 100 quanto o Euro STOXX 50 fecharam aquém da mesma média.

O número de novos pedidos por bens duráveis produzidos em fábricas norte-americanas subiu menos do que o esperado em fevereiro, alimentando medos de que o crescimento econômico no primeiro trimestre seja medíocre.

"Tem sido uma temporada de negócios instável, houve uma reação assustada aos dados sobre bens-duráveis dos EUA", disse Joshua Raymond, estrategista-chefe de mercado no City Index.

Um dos papéis mais negociados no pregão foi o da Total, que caiu 1,4 por cento em volume equivalente a quatro vezes sua média diária de 90 dias, após a gigante do petróleo alertar na terça-feira que poderia demorar seis meses para conter o fluxo de um vazamento de gás em sua plataforma de Elgin, no Mar do Norte.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 1,03 por cento, a 5.808 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,13 por cento, para 6.998 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,14 por cento, para 3.430 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,28 por cento, para 16.451 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 retrocedeu 1,96 por cento, para 7.980 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 encerrou em queda de 0,91 por cento, para 5.603 pontos.