1. Usuário
E&N
Assine o Estadão
assine

Ações permanecem próximas a máximas de três anos

HIDEYUKI SANO - REUTERS

01 Julho 2014 | 07h 30

As ações asiáticas se mantiveram perto de máximas de três anos nesta terça-feira puxadas por dados positivos da atividade industrial na China e expectativas de que a política monetária dos Estados Unidos permanecerá frouxa por algum tempo.

Às 7h23 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão <.MIAPJ0000PUS> recuava 0,1 por cento, ficando pouco abaixo de uma máxima de três anos alcançada três semanas atrás.

O índice japonês Nikkei <.N225> teve alta de pouco mais de 1 por cento. Os mercados de Hong Kong <.HSI> estavam fechados por feriado.

O Índice de Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) oficial da China mostrou que o crescimento industrial subiu para uma máxima de seis meses em junho, como esperado, e uma pesquisa privada similar também mostrou uma forte atividade, reforçando índicios de estabalização na economia. [nL2N0PC0CL]

Uma série de dados econômicos dos Estados Unidos bastante positivos mas relativamente de menor importância divulgados na segunda-feira, por outro lado, tiveram pouca força de enfraquecer as expectativas, reacesas após dados surpreendentemente fracos para o crescimento econômico no primeiro trimestre, de que o Federal Reserve --banco central dos EUA-- manterá uma política monetária expansionista por algum tempo.