1. Usuário
E&N
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Analistas da Receita Federal fazem paralisação de dois dias

- Atualizado: 25 Janeiro 2016 | 19h 19

Categoria vai apresentar proposta ao Ministério do Planejamento pedindo a criação de um plano salarial e de bônus de eficiência

Nesta terça-feira, 26, e quarta-feira, 27, os analistas tributários da Receita Federal paralisarão as atividades em todo o País, para aguardar a apresentação formal da proposta de reestruturação salarial que será encaminhada ao Ministério do Planejamento ainda esta semana, segundo a categoria. Entre os pleitos estão a construção de um plano salarial e a instituição do bônus de eficiência. 

Durante a paralisação, não serão realizados atendimentos nas unidades da Receita Federal em todo o País. Além disso, será suspenso o atendimento ao contribuinte, não serão efetuadas a Emissão de CND, o Parcelamento de Débitos, a recepção de documentos Malha Fiscal, a Emissão de Darf e GPS, entre outros. Também serão paralisados os serviços nas Alfândegas e Inspetorias, como Despachos de Exportação, Conferência Física, Trânsito Aduaneiro, Embarque de Suprimentos, Vigilância Aduaneira, Repressão entre outros. 

Para a presidente do Sindireceita, Sílvia de Alencar, o subsídio da categoria está defasado em 30% e a proposta apresentada inicialmente pelo governo não atende aos analistas tributários. "Precisamos avançar em questões estruturantes da Carreira de Auditoria como o padrão remuneratório, a construção de uma proposta concreta de Bônus de Eficiência e de definição de atribuições. Os Analistas Tributários não aceitarão serem submetidos a um acordo que não reconheça a importância do cargo", afirma.

No País, a Receita conta com mais de 8 mil analistas-tributários atuando em agências, centros de atendimento, delegacias, alfândegas, inspetorias e postos de fronteiras. Durante a paralisação, os servidores da Receita irão aguardar a apresentação da proposta formal do governo e analisar e discutir novas paralisações, caso a proposta não contemple os pleitos da categoria.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EconomiaX