Reuters
Reuters

Anatel aprova reajuste de até 7,3% em chamadas de telefone fixo-móvel

Agência irá aplicar reajustes diferentes de acordo com a operadora; o maior aumento será visto na Embratel, do Grupo Claro

Reuters

25 Setembro 2015 | 09h57

SÃO PAULO - O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou nesta quinta-feira, 24, reajuste de até 7,296% nas tarifas para as chamadas feitas de telefones fixos para celular.

O reajuste será de 5,54% no caso de ligações originadas por telefones fixos da Oi, de 3,377% no caso da Telefônica Brasil, de 5,967% para Algar Telecom, mesmo índice para a Sercomtel, e de 7,296% para a Embratel, do Grupo Claro.

Os percentuais de reajuste distintos para cada concessionária são resultantes de períodos diferentes considerados para o cálculo do índice, segundo a Anatel.

O reajuste entra em vigor 48 horas após a sua publicação no Diário Oficial da União.

Mais conteúdo sobre:
telefonia celular reajuste Anatel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.